Galeria

MUSEU DA PESSOA: 26 Anos Guardando Histórias de Gente em SP!

Fundado em 1991 durante evento realizado no MIS – Museu da Imagem e do Som (Exposição Memória e Migração) com a finalidade de registrar histórias de imigrantes judeus, o MUSEU DA PESSOA logo fez muito sucesso com sua interessante proposta.

Criado pela historiadora Karen Worcman naquele ano, o MUSEU DA PESSOA foi lentamente expandindo o Universo de alcance de sua proposta inicial, tornando-se paulatinamente um importante elemento do cenário cultural e de registro histórico nacional, pois começou a disponibilizar a história de pessoas anônimas.

Karen Worcman – a Fundadora: “… a história de todos tem um valor, e esse valor deve ser usado como fonte de conhecimento.”

Em 1996, virou um sítio eletrônico (até então o acervo era disponibilizado apenas na sede da entidade, no Bairro da Vila Madalena em São Paulo, na forma de depoimentos e entrevistas gravadas e/ou digitadas em programas de edição de textos, acompanhadas de muitas fotos e fitas de áudio, que compunham CD-ROOM’s). A partir daí, pode ser acessado e pesquisado por qualquer pessoa em qualquer lugar do planeta, sempre gratuitamente.

 Fachada da Sede do MUSEU DA PESSOA, em SP

Sítio Eletrônico do MUSEU DA PESSOA (Clique no link) hospeda todos os depoimentos e histórias de vida que fazem parte do acervo do Museu. Justamente por ser virtual, o Museu da Pessoa possibilita que o internauta/leitor passeie online por todo o seu conteúdo e conheça detalhadamente cada entrevista, vídeos, imagens e coleções que compõem seu acervo de mais de 16.000 histórias de vida.

CONHEÇA A FILOSOFIA E A PROPOSTA DO MUSEU DA PESSOA

Seu acervo é constituído basicamente por narrativas de vida, contadas pelas próprias pessoas ou por terceiros. As histórias são registradas na sede do Museu, enviadas através da internet ou via Museu que Anda, um programa do Museu da Pessoa em que, através de cabines itinerantes de vídeo, registramos as histórias de pessoas fora de nossa sede.

Cada entrevista constitui uma unidade do acervo – uma “obra” – formada pela gravação em áudio ou vídeo da entrevista, a transcrição e edição de cada narrativa, por sua vez, acompanhada do que denominamos material complementar – fotos e documentos – também unitariamente digitalizados e catalogados.  Outra característica predominante no Portal é que ele é colaborativo, qualquer pessoa pode acessar e enviar, pelo próprio portal, quantas histórias de vida quiser, inserindo além de texto, fotos, áudios e vídeos. 

LINHAS DE AÇÃO

Com programas nas áreas de memórias institucional, educação, comunicação e desenvolvimento comunitário, o Museu da Pessoa já realizou cerca de 250 projetos de memória que visam multiplicar e democratizar sua metodologia e seu acervo de mais de 16 mil histórias de vida. Conheça nossas linhas de ação:

| Conte Sua História: Canais de registro, sistematização, preservação e divulgação de histórias de vida.

| Museologia: Acervo digital e físico constituído por narrativas de vida em áudio, vídeo, texto e fotos e documentos digitalizados.

| Educativo: Disseminação do conceito e da metodologia do Museu da Pessoa em escolas, comunidades, organizações e grupos de indivíduos.

| Memória Empresarial: Registro, sistematização, preservação e divulgação de memória das organizações.

RESULTADO:

Hoje, o MUSEU DA PESSOA atingiu as seguintes marcas de desempenho:

ACERVO – 17 mil histórias de vida – 60 mil fotos e documentos –  25 mil horas de gravação em vídeo

TECNOLOGIA SOCIAL DA MEMÓRIA – 4.500 professores – 45.000 estudantes, profissionais e lideranças comunitárias – 1.300 organizações e escolas

PROJETOS E PRÊMIOS – 252 projetos – 19 prêmios

PRODUTOS –74 exposições – 68 publicações – exposições permanentes e centros de memória

CONTATO

Rua Natingui, 1100 – São Paulo – CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *